Seja bem-vindo(a) - 03 de março de 2024

Acesse nossas Redes Sociais

Vocações

OFERTADAS PELA PARÓQUIA SANTO AGOSTINHO A IGREJA

 “…Vocações sacerdotais e religiosas são realmente muito possíveis aqui, pois há em muitas famílias e em muitos jovens, condições de fé, que muito favorecem a disposição de servir ao povo de Deus na vida sacerdotal ou religiosa…”
Pe. Gregório Michels

SACERDOTES

Pe. Samuel Colombo Pirola

Lema sacerdotal: “Antes que te formasse no ventre eu te consagrei” Jr 1,5

Pais: Augusto Pirola e Zuleide Colombo Pirola

Nascimento: 01/11/1988

Ordenação presbiteral: 30/06/2018 – Matriz Santo Agostinho

Testemunho:
A Paróquia Santo Agostinho sempre foi de suma importância em minha vida. Lá nasci, fui batizado, recebi minha Primeira Eucaristia, Crisma, e fui ordenado. É uma Paróquia viva e em constante movimento, foi aí que descobri minha vocação e aprendi a amar e servir ao Senhor através da alegria e do testemunho de tantas pessoas envolvidas na evangelização.

 

Pe. Lucas Fernandes Bombazar

Lema sacerdotal: “Faça-se em mim segundo a vossa Palavra” Lc 1,38

Pais: Antônio Grassi Bombazar e Maria Solange Fernandes Bombazar

Nascimento: 06/03/1981

Ordenação presbiteral: 10/05/2014 – Santuário Diocesano Nossa Senhora de Caravaggio

Primeira Missa: 11/05/2014 – Igreja Mãe Peregrina – Colonial

 

Pe. Thiago De Moliner Eufrásio

Lema sacerdotal: “Graças a ternura e a misericórdia do nosso Deus” Lc 1,78

Pais: João Eufrásio e Zuleide De Moliner Eufrásio

Nascimento: 08/10/1983

Ordenação presbiteral: 06/03/2010  – Matriz Santo Agostinho

 

 

Pe. Ricardo Alexandre Paganini, FDP – Orionitas

Pais: Valmor Paganini e Delfina Milioli Paganini

Nascimento: 30/10/1975

Ordenação presbiteral: 18/12/2004 – Igreja Sagrada Família, Metropol

 

 

 

Alexandre Borges
(Sacerdote que não exerce mais o ministério)

Lema sacerdotal: Anunciarei o Teu Nome aos meus irmãos! Sl 22,22

Pais: Sadi Manoel Borges e Leonor Etelvina Borges

Nascimento: 27/07/1975

Ordenação presbiteral:  15/05/2004

Testemunho:
A paróquia foi o segundo berço vocacional, depois da família. Foi na vivência da pastoral paroquial que escutei o chamado de Deus, seu apelo, para a consagração sacerdote al. A participação nos grupos de jovens e nas pastorais como liturgia, RCC, foram essenciais para o discernimento do chamado. Agradeço à Paróquia Santo Agostinho e às pessoas que fizeram parte de minha história.

 

Pe. Aguinaldo Zucchinali

Lema sacerdotal: “Fazei tudo o que Ele vos disser” Jo 2,5

Pais: Idalino Zucchinali e Valdina Moretti Zucchinali

Nascimento: 23/03/1970

Ordenação presbiteral: 11/10/1997 – Matriz Santo Agostinho

 

 

Alcides Batista Sebastião
(Sacerdote que não exerce mais o ministério)

 Lema sacerdotal: Rogai ao dono da Messe; Eis-me aqui, envia-me (Is 6,8)

Pais: Pacífico João Sebastião e Neide Machado Sebastião

Nascimento: 15/11/1958

Ordenação presbiteral: 25/10/1994 – Matriz Santo Agostinho

Testemunho:
Na verdade, a Paróquia exerceu um papel fundamental na minha vocação, pois só fortaleceu minha decisão de tornar-me padre.

 

Pe. Vilmar Mazzucchetti Moretti

Lema sacerdotal: “Antes que no seio materno fosses formado, eu já te conhecia e antes do teu nascimento, eu já te havia consagrado”. Jr 1,5

Pais: João Moretti e Elza Mazzucchetti Moretti

Nascimento: 24/10/1949

Ordenação presbiteral: 04/08/1979 – Brotolândia Clube, Rio Maina

Primeira Missa: 05/08/1979 – Igreja Sagrada Família – Metropol
Testemunho:
Inicialmente quero dizer que minha vocação ao sacerdócio nasceu no coração da minha família, onde recebi as primeiras sementes da fé. Desde muito cedo, sentia dentro de mim o desejo para o Sacerdócio. Minha mãe frequentava, quase que diariamente a Santa Missa, celebrada muito cedo pelo saudoso padre Humberto Oenning, atendendo o bem espiritual e pastoral da Comunidade Paroquial Santo Agostinho, bem como às Pequenas Irmãs da Divina Providência que residiam nessa Paróquia desde 1954.  Aos sete (07) anos já exercia a função de Coroinha, juntamente com meus outros três irmãos. Sentia um carinho especial pelo Padre Humberto. Com Ele aprendi a amar a Igreja de Jesus Cristo e desejar chegar ao Sacerdócio. Meu Pároco foi minha inspiração. Sempre incentivou e cuidou de minha vocação. Com frequência me falava que era ele que iria me encaminhar para o Seminário Diocesano e que não era para dar resposta aos outros padres ou Congregações que passavam com frequência pela Paróquia ou mesmo pela Escola Padre Miguel Giacca onde eu estudava.

Ingressei no Seminário menor Diocesano em São Ludgero no ano 1964. Oriundo de família humilde, dependíamos somente do trabalho do meu amado pai, que trabalhava como mineiro para nos sustentar. A providência Divina nunca deixou faltar nada, nem mesmo o necessário para pagar as despesas do Seminário. Papai ficou preocupado e angustiado quando Padre Humberto foi conversar com ele, comunicando minha decisão de ir ao Seminário. Mesmo sem entender tudo, meu pai aceitou com humildade minha decisão. Graças ao incentivo do meu Pároco Padre Humberto, minha família, as Pequenas Irmãs da Divina Providência, a Comunidade Santo Agostinho, recebi o sacramento da Ordem nessa Paróquia no dia 04 de agosto de 1979, pelas mãos do Bispo de Caçador, Dom Oneres Marchiori.

 

SEMINARISTAS

Maurício Bibiana Sebastião

Pais: Márcio Sebastião e Maria Zenir Bibiana Sebastião

Nascimento: 25/02/1996

Data de entrada no Seminário:

  • 07/02/2021 – Seminário Propedêutico Nossa Senhora de Caravaggio – Nova Veneza, SC
  • 04/02/2022 – Seminário Filosófico de Santa Catarina (SEFISC) – Brusque, SC
  • 07/02/2023 – Convento Sagrado Coração de Jesus – Brusque, SC

Testemunho:
A Paróquia Santo Agostinho representa para mim um dos lugares mais importantes da minha história, sobretudo, do meu despertar vocacional. Aqui recebi os primeiros sacramentos, batismo (11/05/1996), Eucaristia (28/04/2008), crisma (14/11/2010). Também foi neste lugar que iniciei minha caminhada de igreja, engajando-me nos mais diversos serviços de pastoral, movimentos e associações, contribuindo assim para o anúncio da Boa Nova de Jesus nesta comunidade paroquial. Por fim, mas não menos importante, minha trajetória profissional foi marcada pelo vínculo empregatício que tive, nos sete anos que aqui pude desenvolver o trabalho de Sacristão e Secretário Paroquial, dedicando-me aos trabalhos burocráticos e administrativos da paróquia.

Sou muito grato a Deus por permitir que eu pudesse viver tudo isso. Gratidão aos irmãos e irmãs, que sempre incentivaram minha vocação e aos padres que por aqui passaram e contribuíram com a minha história e com a história de nossa paróquia.

Para encerrar, peço que rezem sempre pelas vocações. Uma paróquia sem vocações, indica um povo que não reza! E lembremo-nos sempre das palavras de nosso padroeiro Santo Agostinho: “Amai a esta Igreja; permanecei nesta Igreja; É de vocês esta Igreja; ”.

RELIGIOSAS CONSAGRADAS

Irmã. Ângela Karol
Instituto dos Servos Adoradores da Misericórdia

Nome de batismo: Rozana Carvalho Uggioni

Nome dos pais: Vanderlei Uggioni e Custódia Carvalho Uggioni

Data de nascimento: 07/11/1991

Data dos votos perpétuos: 01/08/2020

Testemunho:
Ter participado ativamente em minha paróquia através do grupo de jovens, liturgia e eventos paróquias me permitiu conhecer mais a pessoa de Jesus e consequentemente me apaixonar por este Deus tão generoso e misericordioso. Até que chegou um momento em que o amor que antes houvera abrasado o coração de Santo Agostinho passava a abrasar meu coração seduzindo-me a Ele.

 

Irmã Virgínia Colombo
Pequenas Irmãs da Divina Providência

Nome dos pais: Paulo Colombo e Assunta Comim Colombo

Data de nascimento: 21/08/1970

Data dos votos perpétuos: 26/05/1996

Testemunho:
Desde criança senti o chamado e no silêncio do coração fui cultivando. Quando tive certeza da vontade, de qual era o desígnio de Deus para mim, entrei em contato com a Irmã Oscarina, e pedi para ingressar. Dentro de 45 dias já fui acolhida.

 

 Irmã Ana Maria do Menino Jesus
Irmãs Carmelitas – Carmelo Nosso Senhor dos Passos -São Leopoldo

Nome de Batismo: Mariléia da Silva

Nome dos Pais: Divo João da Silva e Maria Bitencourt da Silva

Data de Nascimento: 24/04/1960

Votos Perpétuos: 01/05/1989

Histórico:
Meu nome civil, Mariléia da Silva e recebi como nome religioso: Irmã Ana Maria do Menino Jesus. Sou filha do casal: Divo João da Silva e Maria Bittencourt da Silva que foram abençoados com oito filhos: Dorival, Salete, Sirlei, Saleide, Marlene, Itamar, Sidnei e Mariléia.
Quero iniciar o histórico da minha vocação dizendo que a vocação a vida Sacerdotal ou Religiosa é um DOM DE DEUS! Jesus deixou bem claro no Evangelho quando disse: “NÃO FOSTES VÓS QUE ME ESCOLHESTES, MAS FUI EU QUEM VOS ESCOLHI. ” Entretanto Deus respeita a liberdade da pessoa. Ele apenas convida: “VEM E SEGUE-ME.” No meu caso penso que a primeira vez, foi quando eu tinha mais ou menos três a quatro anos, quando vi um crucifixo na parede, na cabeceira da cama dos meus pais e senti o meu coração arder de amor por Jesus.
E assim no dia 6 de dezembro de 1981, com 21 anos, entrei no Carmelo. Nesta cerimônia da minha entrada no Carmelo estavam presentes os meus pais, todos os meus irmãos e irmãs, cunhados e cunhadas, sobrinhos e sobrinhas. Também alguns primos, amigos e conhecidos.
No dia 25 de julho de 1982, recebi o hábito Carmelita e o nome religioso de: Irmã Ana Maria do Menino Jesus, iniciando assim o noviciado.
Em 15 de julho de 1984 fiz a minha primeira Profissão Religiosa temporária e no dia 1° de maio de 1989 fiz a minha Profissão Solene, consagrando-me a Deus com os votos de castidade, pobreza e obediência para sempre.
Em julho deste mesmo ano, 1989, fui com a Madre Stella e mais seis Irmãs ajudar na fundação do Carmelo Cristo Redentor em Florianópolis que aconteceu no dia 16 de julho de 1989. Depois de três anos no dia 5 de setembro de 1992 voltei para o Carmelo Nosso Senhor dos Passos em São Leopoldo, onde estou até hoje, perseverando com a graça do Espírito Santo e o auxílio da Virgem Maria.

 

Irmã Silvana Maria Smania
Pequenas Irmãs da Divina Providência

Nome dos pais: João Vianey Smania e Alice de Souza Smania

Data de nascimento: 15/12/1974

Data dos votos perpétuos: 02/02/2003 – Igreja Matriz Santo Agostinho, Rio Maina

 

 

 

Irmã Rosilene Colombo
Irmãs Beneditinas da Divina Providência

Nome de Batismo: Inês Colombo

Nome dos pais: Gentil Colombo e Rosa Alamine Colombo

Data de nascimento: 28/10/1949

Data dos votos perpétuos: 21/07/1974

Testemunho:
O despertar da minha vocação foi desde criança com a catequese do meu pai, sofrida, mas construtiva. Todos os domingos a gente participava das celebrações, festas e outros encontros na paróquia. Um domingo o pai levava, outro, minha mãe levava.

Nos anos de 1966 e 1967, trabalhei na casa das Irmãs, ali no Rio Maina e tinha bastante ligação com o Pe. Albino Destro. Participava da paróquia com as irmãs, fui me envolvendo com a catequese, encontros e estudos. Até que um dia revelei para a Sra. Madalena Destro, irmã do Pe. Albino, que eu queria entrar no convento. Ela então me encaminhou para Nova Veneza. Foi o Pe. Albino que me deu o atestado de boa conduta, para entrar no convento.

 

Irmã Rosalina Bonfante
Pequenas Irmãs da Divina Providência

Nome dos pais: João Alexandre Bonfante e Rosa Uggioni

Data de nascimento: 10/04/1937

Data dos votos perpétuos: 24/02/1965

Testemunho:
Minha caminhada vocacional na Paróquia Santo Agostinho. Pe. Humberto Oenning,  pároco,  me ajudou muito na minha caminhada vocacional, à descobrir com clareza minha opção, meu chamado à Vida Consagrada. Sou feliz como Religiosa na Congregação das Pequenas Irmãs da Divina Providência. Abraço a todos, com carinho!

 

Irmã Analuísa Venturini
Congregação das Irmãs Beneditinas da Divina Providência

Nome dos pais:  Luiz Venturini e Anna Feltrin Venturini

Data de nascimento: 24/10/1940

Data dos votos perpétuos: 1963

Histórico:
Nasceu em um local chamado, Mina do Pasto, no Rio Maina. É Irmã de sangue da também religiosa, Ir. Clara Venturini. Aos 13 anos ingressou na Congregação das Irmãs Beneditinas. Com 23 anos professou os votos perpétuos. Ocupou os cargos de diretora do Instituto Pio XI, no Rio de Janeiro, do Colégio São Bento, em Criciúma, em duas gestões e por 12 anos foi Superiora Provincial da Congregação. Faleceu em 26 de janeiro de 2015, no Hospital São Camilo em Imbituba-SC, aos 74 anos. Está sepultada no Jazigo das Irmãs Beneditinas em Nova Veneza.

 

Irmã Líbera Bonfante
Irmãs Azuis – Congregação da Imaculada Conceição de Castres

Nome dos pais: João Alexandre Bonfante e Rosa Uggioni

Data de nascimento: 19/01/1930

Data dos votos perpétuos: 1959

Histórico:
Nasceu no Rio Maina, de uma família muito religiosa. É irmã de Sangue da também religiosa, Ir. Rosalina Bonfante. Ingressou na Congregação das Irmãs Azuis de Castres, em 1959. Durante seu apostolado na congregação, trabalhou em diversos lugares, quase sempre em hospitais. Faleceu em 25 de setembro de 2010, aos 80 anos de vida em Cuiabá- MT, na Casa Provincial.  Suas Irmãs de Congregação testemunham:

Irmã Libera foi um exemplo do dever cumprido até o fim da vida. Fiel aos momentos de oração e a reza do terço, sua forma de honrar Nossa Senhora. Muito feliz na sua consagração; mulher de muita fé e respeito. Parecia uma pessoa muito austera, mas tinha um coração de criança. Quando a gente lhe pedia desculpa por alguma coisa, ela dizia: – Isso já passou!

Recebia bem as pessoas e os colaboradores que gostavam de falar com ela. Diziam: – Ela está sempre alegre e feliz!

Como ficava na varanda muito tempo, sabia tudo o que se passava e, no fim do dia, comunicava para todas as que não estavam em casa.

  

Irmã Clara Venturini
Congregação das Irmãs Beneditinas da Divina Providência

Nome de Batismo: Gema Rafaela

Nome dos pais: Luiz Venturini e Anna Feltrin Venturini

Data de nascimento: 04/08/1934

Data dos votos perpétuos: 05/01/1954

Histórico:
Nasceu em um local chamado, Mina do Pasto, no Rio Maina. É Irmã de sangue da também religiosa, Ir. Analuísa Venturini. Ingressou na Congregação das Irmãs Beneditinas, em Nova Veneza, no ano de 1948. Sua profissão religiosa aconteceu na Capela do Instituto Sagrada Família – Nova Veneza. Na Congregação, ocupou os cargos de Delegada da Madre geral no Brasil, Superiora provincial, e mais tarde, Superiora geral. Faleceu às 15h do dia 27 de fevereiro de 2023 e está sepultada no Jazigo das Irmãs Beneditinas em Nova Veneza.

“Se mais vidas eu tivesse, todas eu a Ti consagraria, Pai! ” (santinho de seus 25° anos de Profissão Religiosa)